19 de abr de 2013

Meus dois amores!

Em uma cidade do interior, vive Lana, uma jovem de 18 anos, que gosta de sair, se divertir, curtir a vida, estuda e trabalha, como qualquer garota da sua idade, mas o que mais a confunde são assuntos relacionados ao coração, deixando-a extremamente dividida. Para que vocês possam entender melhor, vou contar como tudo começou...
"Fechei meus olhos, e ouvindo o barulho dos fogos, ali, em pé e parada como estava, em meio aquela multidão de gente - estava em um show - comecei a dizer para eu mesma: esse novo ano será diferente, será um ano de conquistas, quero ser surpreendida, bem-vindo 2013!. Confesso que falei que queria ser surpreendida, meio desacreditada, porém, parece que a vida aceitou o desafio, e para minha surpresa, agora estou aqui, sem saber para que lado ir, mais dividida que um coração rachado rs.
Foi no mês de janeiro, do corrente ano, que conheci um garoto, participávamos do mesmo grupo no Whatsapp, começamos a conversar, no grupo mesmo, percebi de cara que era muito simpático e divertido, ele também achou o mesmo de mim, e fomos para uma conversa particular. Paulo é o nome dele, tem cabelos castanhos e lisos, olhos castanhos amendoados e é dono um sorriso encantador, faz faculdade e é um garoto responsável, não poderia acontecer outra coisa, me encantei. Desde então conversamos, e agora, estou apenas esperando a data para conhece-lo pessoalmente.
Tudo até ai, bastante normal. Mas, a reviravolta acontecer a seguir. Mês de fevereiro começo minha faculdade,  como fica em outra cidade, levo mais ou menos uma hora para chegar até o local, viajo todos os dias com um grupo de estudantes, que se tornaram meus amigos. Ai vocês perguntam, e qual o problema nisso tudo?! Essa é a questão, duas semanas passadas do inicio das aulas, conheço um garoto, por obra do acaso - se é que existe acaso - senta ao meu lado. E de forma normal, começamos a conversar, e no outro dia, do mesmo jeito, e no outro também, e assim sucessivamente, como já estávamos amigos, ele começou a ir me deixar em casa todas as noites, e assim sucessivamente. 
Quando dei por mim, me vi metida numa encrenca um tanto grande, vocês já devem imaginar o que seja, sim, me encontro agora dividida, e não sei como desfazer esse nó da minha cabeça e do meu coração, um me encanta por seu jeito singular, o outro me encanta por ser complexo, e sinceramente, ainda não encontrei uma solução para esse conflito, eles não sabem, resolvi tentar me decifrar primeiro para então dar as respostas. Parece que a vida me surpreendeu de uma maneira um tanto 'engraçada', jamais pensei que pudesse gostar de duas pessoas ao mesmo tempo, e quando ouvia histórias desse tipo, até ria, para mim, parecia piada, agora estou eu, do outro lado da moeda, em um lugar estranho e confuso, em busca de uma solução, tentando imaginar o futuro, e por enquanto, vou vivendo em meio essa dúvida, que me sufoca, me restando agora, aguardar as próximas páginas da minha vida, e se preparar para o que ela tem para mim."



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui