2 de nov de 2012

Cap. I: É hora de mudar!




Ultimo ano no ensino fundamental, a cabeça a mil, mudanças, mudanças, não tinha uma noite em que eu deitasse para dormir que não me viesse a mente os pensamentos de como seriam meus dias longe de casa, longe dos meus amigos, longe do meu quarto, longe da minha vida, sim, da minha vida, porque até então, tudo que eu construira iria ser “des”contruido.  Afinal, teria que começar tudo de novo, me redescobrir, e aprender a conviver novamente. 

Confesso, que até chorei, não vou mentir, não é fácil, só de pensar ficar longe dos meus pais, já me doía o coração, apenas 14 anos, poxa, e minhas amigas, meus amigos, minha irmã, não iria ver ela crescer... Quanto mais pensava, mais as lágrimas escorriam pelo meu rosto, chegava a soluçar, tudo isso, sozinha, deitada, antes de dormir. Ai, vocês pensam, mas porque abrir mão de tudo que tem e sair assim? Mudar de vida? Talvez, ate lendo minhas palavras acima, você teria pensado, “se fosse eu em seu lugar, não iria!”. Porém, algo mais forte dentro de mim, me movia, e ao mesmo tempo em que pensava nos impactos das mudanças, também pensava nos frutos que poderiam surgir dela, e essa foi minha motivação, também, não sou de desistir quando me propõem desafios.

E chegamos ao último dia do ano letivo, todos emocionados, não sabíamos nós, que muitos ali, seriam a última vez que se falariam, mais juntos choramos. E, vamos às férias, como aqueles dias voaram, tanto que nem me recordo como eles se passaram, confesso amados leitores, se lembrasse, contaria em detalhes, uma coisa eu sei, foram os dias que mais passaram rápido da minha vida. É hora de arrumar a mala...


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui