14 de nov de 2012

Birdy: a voz da inglesa de 15 anos!!!


A jovem Birdy tendo como aliado o produtor Rich Costey (gênio por trás de discos como “Absolution” do Muse e “You Could Have It So Much Better” do Franz Ferdinand) lança com timing perfeito um álbum com versões de pequenos clássicos recentes de bandas como Phoenix, The National, Mew, Fleet Foxes e, como não poderia faltar, the XX.

Apesar de também compor (a bela e muito madura “Without a Word” é a única música do disco de autoria dela), é irresistível ouvir músicas como “1901” ou “Young Blood” embaladas nos arranjos certeiros de Rich Costey, na voz surpreendentemente potente da inglesinha e de seu piano que de algum modo vão lá no fundo e revelam a “essência” dessas músicas. Além do quê, Birdy está na idade certa pra lançar um disco só de covers sem correr o risco de ser chamada de oportunista. E a prova de que ela não é uma fraude é o fato de “Without a Word” não destoar em qualidade de todos as grandes músicas que compõe o disco.



Tracklist do álbum:

1901 (Phoenix – 2009)
Skinny Love (Bon Iver – 2008)
People Help the People (Cherry Ghost – 2007)
White Winter Hymnal (Fleet Foxes – 2008)
District Sleeps Alone Tonight (The Postal Service – 2003)
I’ll Never Forget You (Francis and the Lights – 2007)
Young Blood (The Naked and Famous – 2010)
Shelter (the XX – 2009)
Fire & Rain (James Taylor – 1970)
Without a Word (Birdy)
Terrible Love (The National – 2010)
Comforting Sounds (Mew – 2003 – Faixa Bônus)
Farewell and Goodnight (Smashing Pumpkins – 1995 – Faixa Bônus)

Realmente esses ingleses dão show quando o assunto é música! Pra quem gosta desse estilo, vale a pena apreciar o trabalho da jovem cantora.

Texto de Luis Coutinho. 
 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui