28 de out de 2012

Vivendo e aprendendo!!!




Aprendi...
Aprendi que muitas vezes é das minhas lágrimas tiro força. Aprendi que meus sorrisos nem sempre serão por alegria. Aprendi que esperar não é tão simples quanto parece. Aprendi o que é a dor, e para que serve.  Aprendi que receber um não, não é o fim do mundo.  Aprendi que não devo abrir mão de querer fazer aquilo que eu posso, só pra agradar aos outros, porque, por mais que você faça, no final sempre será a “ruim”. Aprendi que dizer não é normal, e também aprendi a não me sentir culpada por isso. Sei que tal fato não fará de mim uma pessoa ruim,  como, de igual modo, poderia ter dito sim. Aprendi que é preciso ser forte, lutar contra si mesmo, afinal, o seu eu , pode se tornar o seu maior inimigo. Aprendi que crescer não tem a mesma graça de quando se esta brincando de ser adulto quando criança. Aprendi que é preciso se organizar, traçar metas pra sua vida, pois assim como coisas se perdem,  sua vida pode ser perdida por não ter sido planejada.  Aprendi que os piores traidores são aqueles que você tinha como amigos, pois os inimigos, você já sabe de que são capazes. Aprendi que não devo me importar com o que os outros pensam de mim, afinal, eu sei o que sou, ISSO BASTA!
Aprendi que as únicas pessoas a que devo satisfação são aquelas responsáveis por mim.  Aprendi que um dia você ama, no outro, tudo muda. Aprendi que as palavras ditas, nem sempre são tão sinceras. Aprendi a me amar, se eu não o fizer, quem mais o fará?!
Aprendi que as pessoas sempre te julgarão, por mais que digamos que só Deus poderá nos julgar. Aprendi que nem sempre falar significa saber, encontrando no silêncio, na maioria das vezes, a sabedoria de um ancião. Aprendi que mesmo tendo muita paciência, as vezes ela se esgota.  Aprendi que tenho direito de errar, e não ser “crucificada”. Aprendi que posso, sim, posso fazer tudo que eu quiser, mas escolho fazer o que tenho por certo. Aprendi que nem sempre posso receber aquilo que eu espero, mas posso lutar para tê-lo. Aprendi que a melhor forma de me expressar, não é falando, mas sorrindo. Aprendi também que minhas falas nem sempre ultrapassarão minhas palavras. Aprendi a viver longe de casa, aprendi a me adaptar. Aprendi que não é que eu seja insensível, mas que meu modo de me expressar é “ficando na minha”. Aprendi a superar a saudade, e perceber ate que ela é um sentimento bom, pois aprendi com ela que você só sente saudade de quem realmente gosta. Aprendi que a distancia não está nos quilômetros ou metros percorridos, mas no espaço que você considera em seu coração. Aprendi a aprender, aprendi a viver e tem coisas que ainda não aprendi!


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui